Blogay

A contribuição dos gays, lésbicas e travestis para o mundo

 -

Blogay é editado pelo jornalista e roteirista Vitor Angelo

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Canal voltado para LGBTs estreia com vídeo sobre o racionamento de água

Por Vitor Angelo

Inusitado, muito bem humorado e cheio de sacadas, foi assim a estreia do novo canal gay na Internet, nesta terça-feira 15.  “Põe na Roda” foi criado pelo roteirista e colunista da Folha, Pedro Henrique Mendes Castilho, mais conhecido como Pedro HMC, 29.

O humor não está só no vídeo de estreia, que de forma inteligente mixa um assunto atual como o racionamento de água com algo muito particular do mundo gay – apesar de que deveria ser algo utilizado e exercido por todos – a chamada chuca. O bom humor está também nos detalhes, como por exemplo, o horário que os vídeos sobem: 11h24 (a última dezena é relacionada aos homossexuais por causa do jogo do bicho).

Em conversa com o Blogay, Pedro contou mais sobre o “Põe na Roda”.

Blogay – Como surgiu a ideia do ter um canal gay no Youtube?

Pedro HMC – Faz tempo que tenho vontade criar algo pra Internet pela liberdade criativa que ela permite. Algo próximo disso, só tive quando trabalhei na MTV Brasil escrevendo” Furo” e “Comédia MTV” até 2012. Desde então, a ideia permeia minha cabeça. Mas não queria fazer um canal com ideias que já tem de sobra (outro canal de esquetes de humor em geral, videolog, maquiagem, culinária..), então juntei duas coisas nas quais tenho conhecimento que é a causa gay (por ser) e humor (por trabalhar como roteirista de comédia, principalmente) e saiu o “Põe na Roda” rs. Até existem canais e espaços gays mas ainda é muito pouco, se comparado ao que tem fora do Brasil.

Qual a linha editorial do canal; tratará de que assuntos do universo LGBT? Terá Humor? Novelas? Debates? Notícias?

Humor será presente em todos os vídeos, não consigo fugir muito disso. Mas não serão somente esquetes, embora seja o que mais gosto de fazer. Podem esperar também por gameshows, vídeos informativos, entrevistas, depoimentos, debates e notícias. Pode ser o que for, na verdade, cada vídeo tem uma proposta diferente, o que une todos no canal são os fatores humor e (universo) gay.

O “Põe na Roda” pretende ter que periodicidade de atualizações? E como ele pretende se alimentar? Terá vídeos colaborativos? Tem uma produtora?

Toda terça-feira, às 11h24, tem um vídeo inédito. E, a princípio, toda sexta um vídeo de bastidores. Estou estudando outras opções pra sexta, mas por enquanto, até pela falta de tempo, é isso que consigo produzir e entregar. Não tenho uma produtora. Comecei e fiz tudo por conta (roteiros, gravações, edições…), contando com ajuda de amigos (nessas horas você vê quem são) que toparam participar, ajudar a produzir e até emprestar equipamento e estúdio.

Como o “Põe na Roda” pretende se pagar? Quantas pessoas trabalham para o canal?

Meu objetivo a princípio era criar um projeto em que eu me sentisse realizado e tivesse liberdade criativa. Claro que, se fizer sucesso, o dinheiro deve vir de alguma forma, seria ótimo! Mas nem tenho ideia de quanto, quando ou como por hora. Até agora investi todo meu tempo livre (que nem é muito, trabalho na Band e tenho uma coluna na Folha) dos últimos 2 meses escrevendo, gravando e editando (aprendi a editar e gravar na marra pra esse projeto rs). Então, gastei muito tempo, telefone, gasolina, uma câmera e um macbook rs… Nessas condições, sendo independente, não tem como ninguém trabalhar oficialmente pra mim, senão alguns amigos (Nelson, Maíra, Bruno, Gui, Rapha <3) que me ajudaram muito.

Quem vocês pretendem atingir com o canal? O canal tem um lema, um propósito?

O público LGBT que se vê pouco representado na mídia. Você tem programas e canais voltados para donas de casa, pra crianças, para o público masculino que quarta pode escolher entre desfile de lingerie e futebol… Mas vê quase nada para o público gay. Mesmo na Internet são poucas opções ainda no Brasil. Também gostaria de atingir o público heterossexual que pode se divertir e se informar assistindo. O vídeo de estreia sobre a água é bastante gay (nem sei se heterossexuais sabem o que é chuca [Lavagem intestinal, geralmente feita com a mangueira do chuveirinho, instrumento utilizado para a limpeza do reto; exemplo: use a chuca pra não passar cheque] , mas por exemplo, posso dizer que em um dos vídeos que estão sendo produzidos, vários heterossexuais são os protagonistas.

Veja o vídeo de estreia:

Blogs da Folha