Blogay

A contribuição dos gays, lésbicas e travestis para o mundo

 -

Blogay é editado pelo jornalista e roteirista Vitor Angelo

Perfil completo

Publicidade
Publicidade

Força na peruca, Demóstenes!

Por Vitor Angelo
Força na Peruca (Montagem / Zeca Bral)

Sim, este foi o recado que a afilhada do senador Demóstenes Torres (sem partido-GO) enviou para o político antes de saber do resultado de sua cassação que aconteceu nesta quarta-feira, 11, no Senado Federal, em Brasília.

A mensagem completa mandada por celular por Larissa – “Força na peruca. Família unida com o senhor. Lembre-se já venceu, beijos” – deixou todas passadas com a intimidade da moça com o pajubá, linguagem baseada principalmente nas línguas africanas empregadas pelo candomblé e praticada inicialmente pelos travestis e posteriormente estendida a todo universo gay.

Força na peruca é um termo clássico do pajubá e, segundo a “Dicionária Aurélia”, significa “vá em frente! Vai nessa! Se joga!; o mesmo que força no picumã.”

É um recado claro de apoio ao senador que acabou sendo cassado por 56 votos a 19 pelo seu envolvimento com o bicheiro Carlinhos Cachoeira. Mas também em uma leitura externa, longe da pretensão consciente da afilhada, é uma mensagem cheia de humor (gay?) ao proclamar uma força na peruca de uma pessoa calva.

Quando no começo do ano, a senadora Marta Suplicy (PT-SP) tentava costurar um (lamentável) acordo com conservadores e fundamentalistas para que a PLC122 que criminaliza a homofobia fosse aprovada no Senado, o Blogay entrou em contato com o gabinete de Demóstenes Torres.

Ele era uma das figuras centrais que Marta procurou para fechar uma PLC122 cheia de deficiências. Um assessor de nome Nelson atendeu e depois da explicação sobre o que se tratava a ligação, ele simplesmente deu o e-mail errado, era um @folha.com, que de cara percebia-se que não existia. Ao insistir, ele disse que este era o único que o senador acessava. Estava claro que não queria diálogo ou expressar-se sobre o projeto de lei de forma alguma.

Mas da mesma forma que ele desprezou esclarecer sua posição para a comunidade homossexual através deste blog, foi através de um linguajar totalmente gay que ele conseguiu um pouco de afeto durante a sua derrocada. Força na peruca, no picumã e só não roda a baiana porque o senhor é de Goiânia.

Blogs da Folha

Mais acessadas

Nada encontrado

Categorias

Publicidade
Publicidade
Publicidade